13º Salário: tudo que você precisa saber

Atualizado: há 4 dias


Quando chega o final do ano, o 13º é motivo de comemoração para grande maioria dos trabalhadores brasileiros.

Afinal, é a recompensa por 12 meses de trabalho.


Veja agora, as informações mais importante que você precisa saber sobre o assunto e fique antenado.


O que é 13º?


O 13º Salário é o pagamento de um salário extra ao trabalhador no final de cada ano.

Todo trabalhador com carteira assinada, aposentados e pensionistas do INSS têm direito a gratificação, que corresponde à 1/12 da remuneração por mês trabalhado.

Também pode ser chamado de gratificação natalina.


Quem tem direito a receber?


Todos os trabalhadores com carteira assinada, após 15 dias de trabalho.

De acordo com a Lei nº 4.090/1962.


Aposentados e pensionistas do INSS, também tem o direito garantido por lei.


Como recebo?


Pode ser pago em 2 parcelas, sendo a 1ª primeira até 30 de Novembro e 2ª até 20 de Dezembro.

Na segunda parcela, há o desconto do INSS e IR.


O empregador é quem escolhe o mês do pagamento da primeira parcela, podendo ser diferente de funcionário para funcionário, mas até o dia 30/11 todos devem ter recebido a primeira parcela.


Como saber o quanto vou receber?


O 13º é baseado na sua remuneração durante o ano.


o que remunaração

Se o seu salário é fixo, ou seja, não varia:

na 1 parcela, basta você dividi-lo por 2.


Salário bruto ÷ por 2


Já na segunda, há desconto das deduções legais, como: INSS e IR.

Podendo ser descontado a previdência privada e dependentes, se for o caso do colaborador.

Valor da 1ª parcela - Deduções Legais - IR.


Se é variável,


para saber a primeira parcela, você deve fazer uma média dos seus salários até o mês de novembro, ou seja:


remuneração mensal ÷ 12 meses x nº de meses trabalhados


E ai, dividir o valor por 2.

Já no segundo pagamento, se mantém o calculo, como no salário fixo:


Valor da 1ª parcela - Deduções Legais - IR.



E se eu tiver faltas?


Se você tiver faltas injustificadas, elas podem ser descontadas do cálculo.

Além disso, é fundamental ter trabalhado mais de 15 dias no mês para contabiliza-lo.


Faltas legais e justificadas não alteram em nada o valor que você vai receber.

Ainda tem dúvidas?


O nosso Instagram está cheio de conteúdos sobre o assunto.

Além do mais, no dia 18/11, rolará um live para que você tire todas as suas dúvidas.


Assista clicando aqui.





20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo